Crônica: Já dá para sonhar com a tributária?

por Pitfall*

Prazer Tributária, sonho com ela todos os dias
Tributária. Sonho com ela todos os dias e você?

Esta semana foi anunciada mais uma redução de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), desta vez sendo beneficiados os setores de móveis, de materiais de construção (que teve prorrogada a redução) e os carros flex. E, como em véspera de eleição, o ato também foi discriminado como eleitoreiro por algumas organizações políticas do país.

Se o motivo é esse ou não, só saberemos se alguma parte do governo assumir a acusação. Algo que não irá acontecer. Mas é interessante analisar o fato, pois até então, o grande cabo eleitoral dentro da política brasileira era o Bolsa Família.

Primeiro foi a construção civil, antes mesmo da crise em 2008. Após a bomba econômica, o governo reduziu impostos para automóveis, para a linha branca, agora para o setor moveleiro, novamente para os materiais de construção e para os carros bicombustíveis.

Já tem gente reclamando de ter ficado de fora, como os produtores de calçados e de vestuário, que daqui a pouco também acabam conseguindo a sua “casquinha”.

Aí questionam os economistas: por que o governo não agiu rapidamente no fim de 2008 e não estendeu o incentivo para mais setores?

Seria realmente o mais óbvio a ser feito, mas o governo resolveu que seria sensato e foi justamente em cima do setor mais importante da indústria nacional, o de automóveis.

Após meses batendo recordes de arrecadação seria totalmente imprudente pensar só no superávit e deixar nas mãos da população a manutenção do consumo interno, sem criar incentivos para isso. Justamente o ânimo do consumidor brasileiro é que impediu que entrássemos numa recessão profunda, durante e após a crise. Mas, será que já dá para sonhar com uma reforma tributária consistente no Brasil?

Shekel of Tyre fenício – “Impostos são um mal necessário…” Aércio S. Cunha/UnB

Realmente não sei, mas acredito que não agora.

O país ainda tem um grande defícit social e em infraestrutura para resolver, que deverão ser pagos mesmo com a arrecadação de impostos sobre a população.

No entanto, enquanto uma reforma não se concretiza, é bom sentir um alívio no bolso, é. Mesmo que momentâneo.

😉

* Pitfall é colunista e autor de crônicas de humor e política

Estaria o Brasil fechando as pernas? >>

Pré-Sal: Penso em você, penso em mim >>

Mais crônicas >>

Página principal >>

5 comentários em “Crônica: Já dá para sonhar com a tributária?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *